7º Congresso Internacional de Fisioterapia

Temas LivressetaAprovados

A+ A-
Listar pelo códio do tema
CÓDIGO TÍTULO
1910 AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE GEOGRÁFICA NAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE EM CAXIAS-MA
1909 LIAN GONG NA PROMOÇÃO DA SAÚDE DE IDOSOS
1906 ANÁLISE DOS EFEITOS DO AJUSTE QUIROPRÁXICO EM PACIENTES COM CERVICALGIA: UMA REVISÃO SISTEMATICA
1905 INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NO TRANSTORNO DE DOR GÊNITO-PÉLVICA/PENETRAÇÃO (TDG-P/P): RELATO DE CASO.
1903 EFETIVIDADE DE INTERVENÇÕES FISIOTERAPÊUTICAS NO TRATAMENTO DA DISPAREUNIA
1901 EFEITOS DA FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA E BAD RAGAZ NO MÚSCULO DELTÓIDE DE INDIVÍDUOS SEDENTÁRIOS
1899 CARACTERIZAÇÃO CLÍNICA, DEMOGRÁFICA E FISIOTERAPÊUTICO DE VÍTIMAS DE TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR – TRM
1898 OS EFEITOS DO MÉTODO WATSU SOBRE O NÍVEL DE ESTRESSE EM VÍTIMA DE ESCALPELAMENTO – ESTUDO DE CASO
1896 PERCEPÇÃO DO FISIOTERAPEUTA SOBRE SUA CAPACIDADE PARA O TRABALHO.
1894 ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE ABAETETUBA-PARÁ: PERCEPÇÃO DA EQUIPE QUANTO AO PROGRAMA
1893 FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL NAS DISFUNÇÕES ESTÉTICAS DECORRENTES DA GRAVIDEZ
1892 A POLÍTICA DA HUMANIZAÇÃO E A TÊNDENCIA DAS INTERVENÇÕES DESNECESSÁRIAS.
1891 ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO EM DISTÚRBIOS DO ASSOALHO PÉLVICO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1890 ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA PÓS RECONSTRUÇÃO DE LCA: RELATO DE CASO
1889 ANÁLISE DA PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM MOTORISTA DE ÔNIBUS EM DECORRÊNCIA DO TRABALHO: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1888 TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO PÓS ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL : UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1887 PREVALÊNCIA DOS FATORES DE RISCO PARA INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO ENTRE AS FUNCIONÁRIAS DA UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA
1886 O OLHAR DE UMA COMUNIDADE ACERCA DO PAPEL DA UNIVERSIDADE COMO PROMOTORA DE SAÚDE.
1884 REALIDADE DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE VIGIA-PARÁ: UM ESTUDO QUANTITATIVO
1883 CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO DE DOIS MUNICIPIOS BAIANOS A RESPEITO DA FISIOTERAPIA E SUAS ÁREAS DE ATUAÇÃO
1882 OS EFEITOS DA ELETROESTIMULAÇÃO FUNCIONAL ENDO-ANAL EM HOMENS COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA APÓS CIRURGIA DE PROSTATECTOMIA RADICAL
1881 PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES COM HANSENÍASE NA UNIDADE AMBULATORIAL DE UM HOSPITAL DE GRANDE PORTE EM PAULISTA/PE
1878 PROTOCOLO DE TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM ACNE: ESTUDO DE CASOS
1877 ESTABILIZAÇÃO SEGMENTAR VERTEBRAL NA REDUÇÃO DA DIÁSTASE ABDOMINAL NO PUERPÉRIO
1876 EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NA PLASTICIDADE NEURAL
1875 DRENAGEM LINFÁTICA NO TRATAMENTO DE EDEMA GESTACIONAL DE MEMBROS INFERIORES
1874 EFEITOS DA VIBRAÇÃO DE CORPO INTEIRO NA DOENÇA DE PARKINSON
1873 ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS RELATADAS PELAS GRÁVIDAS NA GESTAÇÃO: UMA VIVÊNCIA
1872 RADIOFREQUÊNCIA VERSUS CELULITE
1870 VARIABLE FREQUENCY TRAINS PARA REEDUCAÇÃO DOS DORSIFLEXORES DO TORNOZELO EM HEMIPARÉTICOS APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
1869 EFICÁCIA DA UTILIZAÇÃO DO KINESIO TAPING NA REDUÇÃO DA DOR MUSCULAR: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1868 TRATAMENTO E CUIDADO DOS DIABÉTICOS CADASTRADOS EM UM PSF EM CACHOEIRA.
1867 ESTILO DE VIDA DOS DIABÉTICOS CADASTRADOS EM UM PSF NO RECÔNCAVO BAIANO.
1866 PREVALÊNCIA DE DOENÇAS OSTEOMUSCULARES RELACIONADAS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE: REVISÃO INTEGRATIVA
1865 PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO DOS DIABÉTICOS CADASTRADOS EM UM PSF EM CACHOEIRA-BA.
1864 DETECÇÃO DA NEUROPATIA DIABÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA NO RECÔNCAVO BAIANO.
1862 AVALIAÇÃO BIOMECÂNICA DO TREINO COM EXERCÍCIO AERÓBICO SOBRE A REGENERAÇÃO DO CIÁTICO.
1861 A IMPORTÂNCIA DA INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTES HEMOFÍLICOS
1860 O PROGRAMA SESI GINÁSTICA E A PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES INDUSTRIAIS
1859 A IMPORTÂNCIA DA INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTES HEMOFÍLICOS
1858 OCORRÊNCIA DA SINTOMATOLOGIA DA SÍNDROME DO DESFILADEIRO TORÁCICO EM CIRURGIÕES DENTISTAS
1857 AVALIAÇÃO DA PELE EM IDOSOS E SEUS CUIDADOS
1855 RELAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO, QUEIXAS DOLOROSAS E ESTILO DE VIDA EM PROFISSIONAIS DE SAÚDE DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMILI
1853 AVALIAÇÃO BAROPODOMÉTRICA COMPARATIVA ENTRE UNIVERSITÁRIAS ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO E NÃO ATLETAS NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE-PB.
1852 EFEITOS DA JORNADA LABORAL EM TRABALHADORES DE FÁBRICA DE PANELAS DE ALUMÍNIO
1851 QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE
1851 QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE
1851 QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE
1850 PREVALÊNCIA DE ATIVIDADE FÍSICA EM UM CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO RECÔNCAVO BAIANO
1849 ASPECTOS POLITICOS ENVOLVIDOS NA OFERTA DE SERVIÇOS DE FISIOTERAPIA NA PERCEPÇÃO DOS SECRETARIOS DE SAÚDE (SMS) DE MUNICIPIOS BAIANOS DA 31ª DIRETORIA REGIONAL DE SAÚDE (DIRES)
1848 VITIMAS DE ACIDENTES DE MOTO: CARACTERIZAÇÃO DOS SUJEITOS, DO ACIDENTE E DAS SEQUELAS.
1847 MODELOS DE AVALIAÇÃO FUNCIONAL NA REGENERAÇÃO NERVOSA PERIFÉRICA APÓS LESÃO POR ESMAGAMENTO.
1846 ESTIMATIVA DA SENSIBILIDADE TÁTIL DOS PÉS DE DIABÉTICOS NA ATENÇÃO BÁSICA DO RECÔNCAVO BAIANO.
1845 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM MUNICÍPIO DA 31ª DIRES-BA
1844 PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E CONDIÇÕES DE SAÚDE DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE UM MUNICÍPIO DO RECÔNCAVO BAIANO
1842 HÁBITO DE FUMAR ENTRE ESTUDANTES DE FISIOTERAPIA EM UMA UNIVERSIDADE PARTICULAR EM SÃO LUÍS -MA
1841 ESTADIAMENTO CLÍNICO DE CÂNCER EM PACIENTES DE UM HOSPITAL ONCOLÓGICO EM SÃO LUÍS - MA
1840 RELAÇÃO DO CONSUMO DE MICRONUTRIENTES COM OBESIDADE EM ADOLESCENTES DE UMA REDE PARTICULAR DE ENSINO
1834 INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO, URGÊNCIA E NOCTÚRIA EM MULHERESJOVENS E SEM FATORES PREDISPONENTES
1834 INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO, URGÊNCIA E NOCTÚRIA EM MULHERESJOVENS E SEM FATORES PREDISPONENTES
1833 SINTOMAS URINÁRIOS DO TRATO INFERIOR (SUTI) EM MULHERES SEM FATORES PREDISPONENTES E O CONSUMO DE IRRITANTES VESICAIS
1832 COMPARAÇÃO DO EFEITO DE DIFRENTES MODALIDADES DE ALONGAMENTO ESTÁTICO SOBRE O ENCURTEMANTO MUSCULAR DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIAS
1831 PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO PARA A INEFICÁCIA DO CONTROLE DA PRESSÃO ARTERIAL DE PACIENTES HIPERTENSOS
1830 A FISIOTERAPIA NA PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DE FATORES DE RISCO PARA DOENÇA RENAL
1828 CONDIÇÃO DE SAÚDE E ESTILO DE VIDA DE DOCENTES UNIVERSITÁRIOS
1825 PERCEPÇÃO DA CONDIÇÃO DE SAÚDE EM DE DOCENTES UNIVERSITÁRIOS
1823 PREVALÊNCIA DE SINTOMAS URINÁRIOS DO TRATO INFERIOR (SUTI) EM UNIVERSITÁRIAS JOVENS
1821 FATORES DE RISCO PARA DOENÇA RENAL EM DOCENTES UNIVERSITÁRIOS DA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA
1818 PERCEPÇÃO DAS MÃES ACERCA DO DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ PREMATURO NO AMBIENTE DOMICILIAR
1817 PERCEPÇÃO DE MÃES SOBRE O DESENVOLVIMENTO MOTOR DE SEUS FILHOS COM PARALISIA CEREBRAL
1815 EFEITOS DOS CURATIVOS AVANÇADOS DE BAIXO CUSTO A BASE DE HIDROGÉIS DE NANOPRATA NA CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERAS VENOSAS: RELATOS DE DOIS CASOS
1813 A INSERÇÃO DO GRADUANDO E PROFISSIONAL DA FISIOTERAPIA NO AMBIENTE FAMILIAR DA PESSOA IDOSA
1812 ENDEMICIDADE DA HANSENÍASE NA 13ª DIRETORIA REGIONAL DE SAÚDE DA BAHIA-BRASIL
1811 MORTALIDADE MATERNO-INFANTIL NO MUNICÍPIO DE JEQUIÉ-BA
1809 AVALIAÇÃO DA PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS COM OSTEOARTROSE DE JOELHO
1805 PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E DE SAÚDE DE PORTADORES DE ÚLCERAS VENOSAS ATENDIDOS EM UM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA.
1804 COMPROMETIMENTOS FUNCIONAIS E COGNITIVOS DO DOENTE DE ALZHEIMER
1802 UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA DE EQUILIBRIO DO NINTENDO WII COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO CINESIOLÓGICO FUNCIONAL DAS DISFUNÇÕES PÉLVICAS.
1800 AVALIAÇÃO DO USO DE MALHA COMPRESSIVA POR CURTO PERÍODO DE TEMPO APÓS EXERCÍCIO EXCÊNTRICO DE MEMBROS SUPERIORES
1797 ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA DURANTE O ENCHIMENTO DA BEXIGA: ESTUDO DE CASO
1796 ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA DURANTE O ENCHIMENTO DA BEXIGA DE UMA PORTADORA DA DOENÇA DE CHAGAS: ESTUDO DE CASO
1795 AVALIAÇÃO DA AGILIDADE, EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO MOTORA EM DISCENTES DO CURSO DE FISIOTERAPIA APÓS UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO VIRTUAL
1793 EFEITOS DA PARALISIA CEREBRAL EXPERIMENTAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE LOCOMOTORA EM RATOS
1789 PREVALÊNCIA DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO NAS ATLETAS EM MODALIDADES DE ALTO IMPACTO.
1787 LEVANTAMENTO DE QUEIXAS ÁLGICAS EM ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE JOÃO PESSOA, PB
1786 EFEITOS DA CINESIOTERAPIA E ULTRASSON NA SINDROME DO IMPACTO DO OMBRO: ESTUDO DE CASO
1786 EFEITOS DA CINESIOTERAPIA E ULTRASSON NA SINDROME DO IMPACTO DO OMBRO: ESTUDO DE CASO
1784 BENEFÍCIOS DA EQUOTERAPIA PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL - CARTILHA DE ORIENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO
1784 BENEFÍCIOS DA EQUOTERAPIA PARA CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL - CARTILHA DE ORIENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO
1783 A IMPORTÂNCIA DO USO DA VENTILAÇÃO NÃO INVASIVA PELOS FISIOTERAPEUTAS EM HOSPITAIS DE TERESINA
1782 PERFIL DAS LESÕES MUSCULOESQUELÉTICAS REFERIDAS POR PRATICANTES DE JUDÔ: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1781 PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES CORREDORES: UM ESTUDO TRANSVERSAL
1779 O USO DO LASER DE BAIXA POTÊNCIA NO TRATAMENTO DE MUCOSITE ORAL: REVISÃO SISTÊMICA
1778 TREINAMENTO DE ESTABILIZAÇÃO CENTRAL EM ATLETAS DE TRIATHLON: UM ESTUDO CLÍNICO
1777 ESTUDO COMPARATIVO DA AUTONOMIA FUNCIONAL DE MULHERES IDOSAS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO TERAPÊUTICA E TREINAMENTO AERÓBICO
1776 EFEITOS DA FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA SOBRE A POSTURA DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON
1773 VARIÁVEIS FISIOLÓGICAS E DO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA DURANTE O DESMAME EM VENTILAÇÃO COM PRESSÃO SUPORTE E TESTE DE RESPIRAÇÃO ESPONTÂNEA
1772 AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO E DA MOBILIDADE DOS TRABALHADORES CITRICULTORES DO MUNICÍPIO DE LAGARTO - SE
1770 A SÍNDROME DE BURNOUT EM PROFISSIONAIS DE SERVIÇOS DE FISIOTERAPIA: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1768 RELAÇÃO ENTRE O ÂNGULO DO QUADRÍCEPS (Q) E O TESTE POSITIVO DE RANGIDO PATELAR PASSIVO E ATIVO PARA CONDROMALÁCIA ENTRE DISCENTES DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE SUDOESTE PAULISTA.
1767 OS EFEITOS TERAPÊUTICOS DOS EXERCÍCIOS DE ESTABILIZAÇÃO SEGMENTAR NAS LOMBALGIAS CRÔNICAS: UMA REVISÃO DA LITERATURA
1766 EFEITOS DO MÉTODO PILATES SOBRE A QUALIDADE DE VIDA E MARCADORES DE REMODELAÇÃO ÓSSEA EM MULHERES IDOSAS
1766 EFEITOS DO MÉTODO PILATES SOBRE A QUALIDADE DE VIDA E MARCADORES DE REMODELAÇÃO ÓSSEA EM MULHERES IDOSAS
1765 A INFLUÊNCIA DO MÉTODO PILATES SOBRE A CAPACIDADE FUNCIONAL EM MULHERES IDOSAS
1764 AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO ÀS MEDIDAS DE PRECAUÇÃO PADRÃO REFERENTE AOS RISCOS QUÍMICOS DO AMBIENTE HOSPITALAR ADOTADAS POR ALUNOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA
1763 COMPARAÇÃO CINEMÁTICA DO PÉ EM MULHERES COM E SEM A SÍNDROME DA DOR FEMOROPATELAR (SDFP)
1762 ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA NO QUADRO CINÉTICO FUNCIONAL E NO PROCESSO CICATRICIAL DO PACIENTE PORTADOR DE LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO: RELATO DE CASO
1761 DISFUNÇÕES DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR E SUA RELAÇÃO COM A FISIOTERAPIA
1760 CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL DA DEMÊNCIA EM INDIVÍDUOS ASSISTIDOS PELO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE - PB
1759 INFLUÊNCIA DA DEPRESSÃO NA QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PORTADORES DE DOENÇA DE PARKINSON NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE/PARAÍBA
1758 INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NAS ALTERAÇÕES CINÉTICO-FUNCIONAIS DO PORTADOR DE PÊNFIGO FOLIÁCIO: RELATO DE CASO
1756 AVALIAÇÃO FUNCIONAL DE OBESOS CANDIDATOS A CIRURGIA BARIÁTRICA: TESTE DE CAMINHADA DE SEIS MINUTOS OU TESTE ERGOMÉTRICO?
1755 PREVALÊNCIA DE LESÕES MUSCULOESQUELÉTICAS EM VÍTIMAS DE ESCALPELAMENTO E SUA RELAÇÃO COM O TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO
1754 PERFIL DA BRADICINESIA E SUAS IMPLICAÇÕES EM INDIVÍDUOS PORTADORES DA DOENÇA DE PARKINSON NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE/PB
1753 ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AS TÉCNICAS KINESIO TAPING E SPIRAL TAPING EM TRABALHADORES COM CERVICALGIA
1752 ANÁLISE DA FADIGA EM PROFESSORES NA CIDADE DE JOÃO PESSOA – PB.
1751 IMPACTO DA FISIOTERAPIA NO PÓS OPERATÓRIO DE CÂNCER DE MAMA NA MELHORA DO DESEMPENHO FUNCIONAL, DOR E AMPLITUDE DE MOVIMENTO.
1750 ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE O ESTÁGIO DE INCAPACIDADE E A QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PORTADORES DA DOENÇA DE PARKINSON NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE/ PARAÍBA
1748 CONHECIMENTO DOS PROFESSORES DE ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE A IMPORTÂNCIA DA PSICOMOTRICIDADE NO APRENDIZADO DA CRIANÇA.
1747 PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS CRIANÇAS DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO ACOMPANHADAS EM UM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA
1746 PERFIL SÓCIODEMOGRÁFICO E CLÍNICO DAS USUÁRIAS DO SERVIÇO DE FISIOTERAPIA UROGINECOLÓGICA DA CLÍNICA ESCOLA DA UFPB
1743 O PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO TRATADOS NO SETOR DE HIDROTERAPIA DA UNIDADE DE ENSINO E ASSISTÊNCIA DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL-UEAFTO.
1742 PERFIL DOS ACOMPANHANTES E DOS PRATICANTES DA EQUOTERAPIA NA ASPEQ-PB
1741 ANÁLISE COMPARATIVA DOS EFEITOS DAS CORRENTES TERAPÊUTICAS AUSSIE E INTERFERENCIAL NO TRATAMENTO DE LOMBALGIA
1740 ANÁLISE DA EFICÁCIA DA HIDROTERAPIA EM SEQUELAS DA OSTEOMIELITE DO QUADRIL
1739 ANÁLISE COMPORTAMENTAL EM INDIVÍDUOS IDOSOS TABAGISTAS
1738 RESTAURAÇÃO DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO FINAL DO COTOVELO APÓS FRATURA DE OLÉCRANO PELO MÉTODO DE MOBILIZAÇÃO ARTICULAR MAITLAND
1737 EFEITO DA APLICAÇÃO DE UM PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA: RELATO DE CASO
1735 AVALIAÇÃO DA COORDENAÇÃO DE PACIENTES COM SEQUELAS NEUROLÓGICAS ATENDIDOS NO SETOR DE FISIOTERAPIA DA UFPB
1734 A INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO E ANTIBIOTICOPROFILAXIA EM PACIENTES COM LESÃO MEDULAR
1733 EFICÁCIA DE EXERCÍCIOS DE MARCHA E DE EQUILÍBRIO EM PACIENTES COM OSTEOARTRITE DE JOELHO
1731 PERFIL DE SAÚDE E SOCIOECONÔMICO DOS USUÁRIOS DAS ACADEMIAS AO AR LIVRE EM CAXIAS-MA
1729 A UTILIZAÇÃO DA LASERTERAPIA DE BAIXA INTENSIDADE EM PACIENTE COM ANEMIA HEMOLÍTICA COM ÚLCERA DE PERNA: RELATO DE CASO
1728 AVALIAÇÃO DAS FUNÇÕES EXECUTIVAS ATRAVÉS DE TÉCNICAS ELETROENCEFALOGRÁFICAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS E NÃO – INSTITUCIONALIZADOS.
1725 AVALIAÇÃO DE UMA CARTILHA EDUCATIVA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE SOBRE OSTEOARTRITE DE JOELHO NA PERSPECTIVA DE DISCENTES DO CURSO DE FISIOTERAPIA
1724 ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E PERIMETRIA ABDOMINAL DE IDOSOS PARTICIPANTES DE UM GRUPO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE.
1724 ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E PERIMETRIA ABDOMINAL DE IDOSOS PARTICIPANTES DE UM GRUPO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE.
1723 OCORRÊNCIA DE DOR EM VENDEDORES DE CALÇADOS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA /PB
1722 EFEITO NO ALINHAMENTO POSTURAL DA CLIENTELA SUBMETIDA AO PROGRAMA ESCOLA DE POSTURA DA UFPB (EP_UFPB)
1721 FUNÇÃO MOTORA DO MEMBRO SUPERIOR APÓS AVE: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE INDIVÍDUOS COM HEMIPARESIA NO LADO DOMINANTE E NO LADO NÃO DOMINANTE
1720 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA ANTES E APÓS UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO AQUÁTICA NO PORTADOR DE ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA
1717 AVALIAÇÃO DA MARCHA, EQUILÍBRIO, AGILIDADE E COORDENAÇÃO MOTORA NO PORTADOR DE SÍNDROME DE DOWN APÓS A UTILIZAÇÃO DA REALIDADE VIRTUAL: ESTUDO DE CASO
1716 ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA EM IDOSOS PÓS CIRURGIA DE REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA
1715 ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NO RECÉM-NASCIDO PREMATURO DE MÃE COM GESTAÇÃO DE ALTO RISCO POR DOENÇA ONCOLÓGICA
1714 VALIDAÇÃO DE UMA ESCALA DE PERCEPÇÃO DE ESFORÇO PARA OS EXERCÍCIOS DE PILATES: UM ESTUDO PILOTO
1712 AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO E RESPOSTA SEXUAL FEMININA DURANTE A GRAVIDEZ
1711 NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PAIS E/OU CUIDADORES DOS PRATICANTES DA EQUOTERAPIA DA ASPEQ-PB ACERCA DO ATENDIMENTO OFERECIDO
1709 A ATUAÇÃO DO TRATAMENTO CONSERVADOR NAS FRATURAS DE CÔNDILO MANDIBULAR EM ADULTOS E CRIANÇAS
1708 FIBROMIALGIA E A UTILIZAÇÃO DO MÉTODO HALLIWICK COMO TRATAMENTO COMPLEMENTAR
1708 FIBROMIALGIA E A UTILIZAÇÃO DO MÉTODO HALLIWICK COMO TRATAMENTO COMPLEMENTAR
1707 CÂNCER DE MAMA E GRAVIDEZ SUBSEQUENTE: UM ESTUDO DE CASO
1706 GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA: UMA ANÁLISE DO PERFIL OBSTÉTRICO
1705 CONTRIBUIÇÕES FISIOTERAPÊUTICAS NOS ASPECTOS SENESCENTES CARDIOPULMONARES
1704 O PADRÃO GONIOMÉTRICO NO AVE PÓS TERAPIA ESPELHO
1703 LIMIAR DOLOROSO EM PORTADORAS DE FIBROEDEMA GELÓIDE
1700 ANÁLISE DA DOR, FLEXIBILIDADE, AGILIDADE E EQUILÍBRIO EM PRATICANTES DE BALÉ CLÁSSICO.
1699 ESTUDO COMPARATIVO DO "JUMP" ASSOCIADO À MASSAGEM MODELADORA NO PROCESSO DO EMAGRECIMENTO
1698 EFEITO DO LASER DE BAIXA POTENCIA NO TRATAMENTO CONSERVADO DA SINDROME DO TUNEL DO CARPO: REVISÃO BIBLIOGRAFICA
1697 INFLUENCIA DO GLUTEO MEDIO COMO FATOR PREDISPONETE A DISFUNÇÃO FEMORO-PATELAR
1696 LASERTERAPIA NO TRATAMENTO DA SINUSITE- REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1694 COMPOSIÇÃO CORPORAL E MODULAÇÃO AUTONÔMICA EM HOMENS E MULHERES COM SÍNDROME METABÓLICA
1693 EFEITO DOS DIFERENTES TIPOS DE EXERCÍCIOS FÍSICOS EM RATAS OVARIECTOMIZADAS.
1692 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS ASSOCIADOS À TÉCNICA DE POMPAGE SOBRE O EQUILÍBRIO DE IDOSAS COM GONARTROSE.
1691 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS ASSOCIADOS À TÉCNICA DE POMPAGE SOBRE A FORÇA MUSCULAR DE IDOSAS COM GONARTROSE.
1689 ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA EM UMA PACIENTE COM ESPONDILOLISTESE - UM ESTUDO DE CASO
1688 INFLUÊNCIA DO ISOSTRETCHING SOBRE A FORÇA E A FUNCIONALIDADE EM IDOSAS
1687 OS BENEFÍCIOS DE EXERCÍCIOS FÍSICOS EM IDOSOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS
1685 EFEITOS DA BANDAGEM NEUROMUSCULAR EM INDIVÍDUOS COM LOMBALGIA
1684 AVALIAÇÃO DA AGILIDADE, EQUILÍBRIO E QUALIDADE DE VIDA NO PORTADOR DE ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ANTES E APÓS PROGRAMA DE REABILITAÇÃO VIRTUAL
1682 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL NO PORTADOR DE ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA ANTES E APÓS O USO DA REALIDADE VIRTUAL – ESTUDO DE CASO
1681 AVALIAÇÃO DA POSTURA E DO CENTRO DE GRAVIDADE NA ESCOLIOSE POR MEIO DA AVALIAÇÃO POSTURAL INFORMATIZADA: SÉRIE DE CASOS
1680 AVALIAÇÃO DA AGILIDADE, COORDENAÇÃO MOTORA E EQUILIBRIO NO PORTADOR DE ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA ANTES E APÓS PROGRAMA DE REABILITAÇÃO AQUÁTICA
1679 ANÁLISE DO CONTROLE POSTURAL ESTÁTICO EM DIFERENTES CONDIÇÕES VISUAIS E DURANTE TESTE DE DUPLA TAREFA EM IDOSOS
1678 NÍVEL DE CONHECIMENTO DA FISIOTERAPIA DERMATO-FUNCIONAL POR MÉDICOS DERMATOLOGISTAS E CIRURGIÕES PLÁSTICOS DA FRONTEIRA OESTE – RS1
1677 MOBILIDADE FUNCIONAL, FORÇA MUSCULAR DE MEMBRO INFERIOR E EQUILÍBRIO EM MULHERES COM DIFERENTES PADRÕES DE MASSA CORPÓREA
1676 AVALIAÇÃO DO MEDO DE QUEDA E AS INFLUÊNCIAS CLÍNICAS EM MULHERES
1675 EXISTE ASSOCIAÇÃO ENTRE O EQUILÍBRIO POSTURAL, MOBILIDADE FUNCIONAL, MEDO DE QUEDAS E A RELAÇÃO CINTURA-QUADRIL EM MULHERES?
1674 RELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPORAL E A DIVISÃO DE MASSA NO APOIO BIPODAL EM MULHERES DA COMUNIDADE
1673 FRATURA DIAFISÁRIA DE FÊMUR E UTILIZAÇÃO DE HASTE INTRAMEDULAR: REABILITAÇÃO FISIOTERAPEUTICA NO PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO
1671 INFLUÊNCIA DA EXPECTATIVA DE TRATAMENTO E PERFIL ANSIOLÍTICO DO PACIENTE NA HIPOALGESIA INDUZIDA PELA TENS
1669 EDUCAÇÃO NA ARTRITE REUMATÓIDE (AR): CARTILHA FUNCIONAL DESENVOLVIDA PELOS ALUNOS DA DISCIPLINA DE REUMATOLOGIA DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UFES (UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO) 2014
1667 EDUCAÇÃO NA FIBROMIALGIA (FM): CARTILHA FUNCIONAL DESENVOLVIDA PELOS ALUNOS DA DISCIPLINA DE REUMATOLOGIA DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UFES (UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO) 2014
1666 AVALIAÇÃO DO PERFIL MUSCULOESQUELÉTICO DE MÚSICOS POPULARES DO LITORAL PARANAENSE.
1664 APLICAÇÃO DE LASERTERAPIA EM PONTOS DE ACUPUNTURA EM PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO
1663 ANÁLISE DA CAPACIDADE MOTORA EM ADULTOS JOVENS SAUDÁVEIS SUBMETIDOS À UM PROTOCOLO DE INTERVENÇÃO COM REALIDADE VIRTUAL
1662 EFEITOS AGUDOS DE UMA SESSÃO DE EXERCÍCIO COM HASTE OSCILATÓRIA SOBRE A MODULAÇÃO AUTONÔMICA CARDÍACA EM MULHERES SAUDÁVEIS.
1661 RISCO DE QUEDAS E SUA RELAÇÃO COM A MEDIDA DE INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL EM PACIENTE PÓS-ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL
1660 DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS INTERNADAS NA ENFERMARIA DE UM HOSPITAL DE MÉDIA COMPLEXIDADE
1658 CEFALÉIA TENSIONAL: APLICAÇÃO DAS TÉCNICAS DE POMPAGEM, MASSAGEM TERAPÊUTICA E SEUS BENEFÍCIOS
1657 QUALIDADE DE VIDA, CAPACIDADE FUNCIONAL E CARDIORRESPIRATÓRIA NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA
1651 ABORDAGENS FISIOTERAPEUTICAS NAS ENTORSES POR INVERSÃO GRAU I E II
1650 UTILIZAÇÃO DO MÚSCULO TRANSVERSO DO ABDÔMEN DURANTE A REALIZAÇÃO DE FORTALECIMENTO DO MÚSCULO PEITORAL MAIOR
1648 PROMOÇÃO DE SAÚDE NO TRABALHO: AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL.
1647 EFEITOS DA INTERVENÇÃO COM A REALIDADE VIRTUAL NO DESEMPENHO FUNCIONAL DA COLUNA LOMBAR EM ADULTOS JOVENS SAUDÁVEIS.
1646 AVALIAÇÃO E ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA NA CAPACIDADE FÍSICA DE BRONQUIECTÁSICOS ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM PROTOCOLO DE EXERCÍCIOS
1644 ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA ONCOLÓGICA EM CUIDADOS PALIATIVOS
1643 APLICABILIDADE DA FISIOTERAPIA ONCOLÓGICA NO TRATAMENTO DA LEUCEMIA INFANTO JUVENIL
1641 ESTUDO DE CONFIABILIDADE DAS MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DO MÚSCULO LONGO DO PESCOÇO EM MULHERES JOVENS
1640 RELAÇÃO DA POSTURA COM A ESTABILOGRAFIA EM ESCOLARES DE 7 A 10 ANOS.
1638 EFEITOS DA FOTOESTIMULAÇÃO COM LASER DE HENE NA COMPRESSÃO MECÂNICA NA INFLAMAÇÃO CRÔNICO ARTICULAR
1637 ESTUDO DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE INDIVÍDUOS COM SEQÜELAS DE MAL DE HANSEN
1636 SEQÜELAS DA HANSENÍASE: ANÁLISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL
1634 LOMBALGIA OCUPACIONAL E A POSTURA SENTADA
1633 AVALIAÇÃO DE DOR E QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM FIBROMIALGIA
1632 EFEITOS DOS EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO MUSCULAR NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1630 LESÃO MEDULAR E SUA CORRELAÇÃO COM A SEXUALIDADE FEMININA
1628 ESTUDO DAS ÁREAS TEMÁTICAS DE IMUNOLOGIA E MICROBIOLOGIA NA GRADE CURRICULAR DOS CURSOS DE FISIOTERAPIA DO ESTADO DA BAHIA
1627 ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA EM PACIENTES PORTADORES DE SARCOMAS ÓSSEOS SUBMETIDOS A CIRURGIA DE SALVAMENTO DE MEMBRO. UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1626 PNEUMONIA E SUAS COMPLICAÇÕES: FISIOTERAPIA E EFEITOS NAS FUNÇÕES PULMONARES
1624 IMPACTO DO TREINAMENTO DE EXERCÍCIOS NA CAPACIDADE AERÓBICA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES APÓS CIRURGIA PARA CORREÇÃO DE DOENÇA CARDÍACA CONGÊNITA: UMA METANÁLISE
1624 IMPACTO DO TREINAMENTO DE EXERCÍCIOS NA CAPACIDADE AERÓBICA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES APÓS CIRURGIA PARA CORREÇÃO DE DOENÇA CARDÍACA CONGÊNITA: UMA METANÁLISE
1623 MENSURAÇÃO DA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR NO JEJUM PRÉ-OPERATÓRIO
1622 COMPARAÇÃO ENTRE FUNÇÃO RESPIRATÓRIA E CAPACIDADE AERÓBICA EM IDOSOS SAUDÁVEIS E COM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
1621 A RELAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL COM A FUNCIONALIDADE DE PACIENTES CIRÚRGICOS
1620 FUNCIONALIDADE DE PACIENTES CIRÚRGICOS DO PERÍODO PRÉ AO PÓS-OPERATÓRIO
1618 AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR PERIFÉRICA NO PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO
1617 FATORES ASSOCIADOS À LOMBALGIA EM JOVENS UNIVERSITÁRIOS
1616 OCORRÊNCIA DA FRAQUEZA DOS ESTABILIZADORES LOMBARES EM IDOSOS
1615 HÁ DIFERENÇA NA PROPORÇÃO DE PACIENTES QUE ATINGEM A MÍNIMA MELHORA DETECTÁVEL NA CAPACIDADE DE EXERCÍCIO E NA QUALIDADE DE VIDA APÓS TREINAMENTO DE ALTA OU BAIXA INTENSIDADE EM PACIENTES COM DPOC?
1614 DIA NACIONAL DE COMBATE À HIPERTENSÃO: RESULTADOS OBTIDOS EM PARTICIPANTES DO GÊNERO MASCULINO
1613 O IMPACTO DO EXCESSO DE PESO NA FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA DE MULHERES OBESAS E NÃO-OBESAS
1612 ALTERAÇAOO DO ARCO LONGITUDINAL MEDIAL PRE PERDA DE PESO: AVALIAÇAO BAROPODOMETRICA
1611 CARACTERIZAÇÃO DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES INTERNADOS EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS
1610 EFEITO DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIO FÍSICO DE CURTA DURAÇÃO NA CAPACIDADE FUNCIONAL DE MULHERES OBESAS
1609 EFEITO DO MÉTODO PILATES NO DESEMPENHO MOTOR E FUNCIONAL EM CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL: UM ESTUDO DE CASO
1607 INFLUÊNCIA DO MÉTODO PILATES NA QUALIDADE DE VIDA E FLEXIBILIDADE EM ADULTOS JOVENS
1606 AVALIAÇÃO DA MOBILIDADE FUNCIONAL ENTRE IDOSOS POR INTERMÉDIO DO TESTE TIME UP AND GO E QUALIDADE DE VIDA
1604 AVALIAÇÃO DA POSTURA E FLEXIBILIDADE DE PACIENTES COM FIBROMIALGIA
1602 TREINAMENTO SENSÓRIO – MOTOR MELHORA A AGILIDADE, COORDENAÇÃO E EQUILÍBRIO DE ATLETAS DE FUTEBOL: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO CEGO.
1601 EFEITOS DA BANDAGEM FUNCIONAL SOBRE A PERDA URINÁRIA DE MULHERES
1600 PERFIL DE PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA COM DIFERENTE RESERVA DE EXERCÍCIO
1598 DESCRIÇÃO DA MORFOLOGIA DO ARCO LONGITUDINAL MEDIAL E OS MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO EM CRIANÇAS - REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1593 TELA DO MOVIMENTO FUNCIONAL (FMS) DE IDOSAS COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO (IUE)
1591 ANÁLISE DA QUALIDADE DE MOVIMENTO DE TRONCO ATRAVÉS DA ESCALA DE DEFICIÊNCIAS DE TRONCO (EDT) EM PACIENTES COM A DOENÇA DE PARKINSON
1589 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA (TENS) NO GANHO DE FLEXIBILIDADE NOS PARAVERTEBRAIS: UM ESTUDO DE CASO
1588 FATORES QUE INTERFEREM NA OCORRÊNCIA DE LESÕES EM ATLETAS DE FUTEBOL: REVIÃO DE LITERATURA
1587 EFICÁCIA DAS MODALIDADES FISIOTERAPÊUTICAS NO TRATAMENTO DA ESTENOSE ESPINHAL LOMBAR DEGENERATIVA
1586 AVALIAÇÃO METABÓLICA DA MODULAÇÃO DA FLORA INTESTINAL EM ANIMAIS OBESOS INDUZIDOS POR DIETA
1585 USO DO NINTENDO® WII COMO INSTRUMENTO DE REABILITAÇÃO PÓS-LIGAMENTOPLASTIA EM JOELHO DE ATLETAS
1583 MÉTODOS DE MENSURAÇÃO DA PRESSURIZAÇÃO DO CUFF NA INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL: REVISÃO SISTEMÁTICA
1582 O USO DO EPAP EM SELO D’ÁGUA NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DO LOBO MÉDIO
1579 O MÉTODO PILATES NO CONTROLE DA DOR EM PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO LOMBAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA
1578 ANALISE DA FLEXIBILIDADE POR MEIO DO TESTE DEDO CHÃO APÓS A PRÁTICA DO MÉTODO PILATES
1577 IDENTIFICAÇÃO DOS SINAIS E SINTOMAS DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR EM ESCOLARES COM IDADE ENTRE 11 A 12 ANOS
1576 EFICÁCIA DA VENTILAÇÃO MECÂNICA NÃO INVASIVA EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA.
1575 EFEITO DA TECNICA DE MOBILIZAÇÃO DAS INTERFACES PROFUNDO DO PEITORAL NO GANHO DE AMPLITUDE EM MULHERES MASTECTOMIZADAS: REVISÃO LITERATURA
1574 RESPOSTA HORMONAL DO CORTISOL E DA TESTOSTERONA AO EXERCICIO FISICO: REVISÃO BIBLIOGRAFICA
1572 QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM OSTEOARTROSE SUBMETIDOS À ARTROPLASTIA TOTAL DO QUADRIL: ACOMPANHAMENTO NO PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO
1571 ANÁLISE DO RETORNO A PRODUTIVIDADE DE VÍTIMAS DE TRAUMATISMO CRÂNIO-ENCEFÁLICO
1570 AVALIAÇÃO DA MOBILIDADE DA COLUNA TÓRACO LOMBAR E DA FLEXIBILIDADE EM ATLETAS DE JUDÔ
1569 AVALIAÇÃO DA MOBILIDADE DA COLUNA TÓRACO LOMBAR E DA FLEXIBILIDADE EM ATLETAS DE TÊNIS
1568 PREVENÇÃO EM SAÚDE: ATIVIDADE FÍSICA NA TERCEIRA IDADE
1567 A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DE GUILLAW-BARRÉ
1566 EFEITOS DA HIDROTERAPIA EM PACIENTES COM FIBROMIALGIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1563 CORRELAÇÃO ENTRE O CONTROLE DE TRONCO E A QUALIDADE DA MARCHA EM INDIVÍDUOS HEMIPARÉTICOS PÓS-AVE
1562 AVALIAÇÃO DA FUNCIONALIDADE NA DERMATOMIOSITE JUVENIL: RELATO DE CASO
1561 FISIOTERAPIA E SÍNDROME DE YOUNG: RELATO DE CASO
1560 ANÁLISE DENSITOMÉTRICA E MECÂNICA DE CALOS ÓSSEOS DE RATAS NORMAIS E OSTEOPÊNICAS SUBMETIDAS À IMOBILIZAÇÃO
1559 RELAÇÃO ENTRE FRAQUEZA MUSCULAR INSPIRATÓRIA E CAPACIDADE DE EXERCÍCIO EM PACIENTES COM DPOC
1558 COMPARAÇÃO ENTRE TRÊS PONTOS DE CORTE PARA FRAQUEZA MUSCULAR INSPIRATÓRIA EM PACIENTES COM DPOC
1555 RESPONSIVIDADE DE TESTES DE EXERCÍCIO APÓS TRÊS E SEIS MESES DE TREINAMENTO FÍSICO EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA
1553 O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO POPULACIONAL E OS DESAFIOS PARA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL.
1552 ANÁLISE DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDENTES DA ZONA URBANA E RURAL DO MUNICÍPIO DE PEDRO TEIXEIRA, MINAS GERIAS.
1550 INFLUÊNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO RESISTIDO NA QUANTIDADE DE CONDRÓCITOS DA CARTILAGEM ARTICULAR DE RATAS OOFORECTOMIZADAS SUBMETIDAS À IMOBILIZAÇÃO
1549 EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO RESISTIDO SOBRE PARÂMETROS HISTOMORFOMÉTRICOS ÓSSEOS DE RATAS SUBMETIDAS A UM MODELO DE OSTEOPOROSE PÓS-MENOPAUSA E À IMOBILIZAÇÃO
1549 EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO RESISTIDO SOBRE PARÂMETROS HISTOMORFOMÉTRICOS ÓSSEOS DE RATAS SUBMETIDAS A UM MODELO DE OSTEOPOROSE PÓS-MENOPAUSA E À IMOBILIZAÇÃO
1548 CRIOTERAPIA ASSOCIADA AO ULTRASSOM TERAPÊUTICO NA RESPOSTA INFLAMATÓRIA E PARÂMETROS DE ESTRESSE OXIDATIVO APÓS LESÃO MUSCULOESQUELÉTICA EM RATOS
1547 EFEITOS DO ULTRASSOM TERAPÊUTICO SOBRE A FUNÇÃO ENDOTELIAL: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
1546 A EFICÁCIA DA TERAPIA COM ULTRASSOM PULSADO DE BAIXA INTENSIDADE EM PSEUDOARTROSE
1545 ANÁLISE DO CONHECIMENTO DE CRIANÇAS DE 3 E 4 ANOS SOBRE O USO ADEQUADO DE CALÇADOS ANTES E DEPOIS DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE
1542 IDENTIFICAÇÃO DE ESPAÇOS ADAPTADOS ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM UNIDADES DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PARANAGUÁ-PR: RECONHECIMENTO POR MEIO DO PET – REDES.
1541 ESTUDO DAS GRAVES COMPLICAÇÕES PULMONARES POR VARICELA: UMA ANÁLISE DESCRITIVA E EXPLORATÓRIA
1540 EFEITOS DO MÉTODO PILATES PRATICADO NO SOLO SOBRE A POSTURA DE MULHERES SAUDÁVEIS
1538 EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NA MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DE PESSOAS COM OSTEOARTROSE
1536 ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DA PRESSÃO PLANTAR EM CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL DO TIPO ESPÁSTICA EM IDADE ESCOLAR.
1535 IMPORTÂNCIA DO FUSO-MUSCULAR NO CONTROLE DE ESTABILIDADE ARTICULAR DURANTE AS ATIVIDADES FUNCIONAIS E DESPORTIVAS: REVISÃO DE LITERATURA
1534 IMPORTÂNCIA DO FUSO-MUSCULAR NO CONTROLE DE ESTABILIDADE ARTICULAR DURANTE AS ATIVIDADES FUNCIONAIS E DESPORTIVAS: RESVISÃO DE LITERATURA
1533 PREVALÊNCIA DE DOR LOMBAR INESPECÍFICA EM ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA
1533 PREVALÊNCIA DE DOR LOMBAR INESPECÍFICA EM ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA
1532 ALTERAÇÕES POSTURAIS NA OBESIDADE
1531 EFICÁCIA DA MOBILIZAÇÃO NEURAL NO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA SINDROME DO TÚNEL DO CARPO. REVISÃO DE LITERATURA
1531 EFICÁCIA DA MOBILIZAÇÃO NEURAL NO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA SINDROME DO TÚNEL DO CARPO. REVISÃO DE LITERATURA
1530 INFLUENCIA DO VALGO DINÂMICO DO JOELHO ASSOCIADO COM A ROTAÇÃO MEDIAL DO QUADRIL NAS DISFUNÇÕES FEMORO PATELAR.
1529 ALTERAÇÕES DO COMPORTAMENTO IMUNOLÓGICO ATRAVÉS DO EXERCÍCIO FÍSICO: REVISÃO DE BIBLIOGRAFICA
1528 DIA NACIONAL DE COMBATE À HIPERTENSÃO: RESULTADOS OBTIDOS EM PARTICIPANTES DO GÊNERO FEMININO
1527 ANÁLISE PRESSÓRICA DURANTE O REPOUSO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS
1526 AVALIAÇÃO DOS DISTÚRBIOS DO SONO E DA QUALIDADE DE VIDA EM MULHERES FIBROMIÁLGICAS.
1525 A IMAGÉTICA MOTORA NO TRATAMENTO DA MARCHA DE PACIENTES ACOMETIDOS POR ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (AVC)
1522 BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO DE AGACHAMENTO NA MELHORA DO DESEMPENHO FUNCIONAL
1520 RELAÇÃO ENTRE A CINEMÁTICA DE QUADRIL E JOELHO NA MARCHA E O EXAME FÍSICO DE MEMBRO INFERIOR DE PACIENTES COM HEMIPARESIA CRÔNICA COM DIFICULDADE DE LIBERAÇÃO DO PÉ PARA O BALANÇO.
1518 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA DE 100HZ APLICADA NO ACUPONTO P7 (LIEQUE) NÃO INTERFERE NA DOR INDUZIDA PELA HIPOTERMIA
1516 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA TIPO ACUPUNTURA APLICADO NO ACUPONTO P7 (LIEQUE) REDUZ A LATÊNCIA DO LIMIAR DE DOR INDUZIDA PELA HIPOTERMIA
1513 RELATO DE EXPERIÊNCIA DE UMA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL COM UM GRUPO DE IDOSOS DO CRAS
1511 RELATO DE CASO: SCHISTOSOMA MANSONI
1509 OS HÁBITOS TECNOLOGICOS COMO CAUSA DE ALTERAÇÃO POSTURAL E DOR LOMBAR EM ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL
1504 EFEITOS DO LED NO REJUVENESCIMENTO FACIAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1503 ANALGESIA E ESTIMULAÇÃO DIAFRAGMÁTICA NO PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIA CARDÍACA COM A ULTILIZAÇÃO DA TENS.
1502 REALIDADE VIRTUAL NO CONDICIONAMENTO CARDIORESPIRATÓRIO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS
1501 A UTILIZAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DUKE ACTIVITY STATUS INDEX (DASI) NA AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL EM DIFERENTES POPULAÇÕES
1498 HIPERTENSÃO ARTERIAL NO ADOLESCENTE
1497 PÉ TORTO CONGÊNITO: DIFERENTES ABORDAGENS DE TRATAMENTO CIRÚRGICO E FISIOTERAPÊUTICO
1495 VALORES DE REFERÊNCIA DE MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DA ÁREA DE SECÇÃO TRANSVERSA DOS MÚSCULOS MULTÍFIDOS EM ESCOLARES DE SEIS A NOVE ANOS
1494 EFEITO DO PILATES NA FLEXIBILIDADE DO TRONCO E NAS MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DOS MÚSCULOS ABDOMINAIS
1493 PERFIL CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES ACIDENTADOS DE MOTO ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NO ESTADO DE PERNAMBUCO
1492 LORDOSE LOMBAR CORRELACIONADA COM O DEPÓSITO DE GORDURA ABDOMINAL EM JOVENS
1491 EFEITOS DA HIPOTERAPIA EM CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA COM METANÁLISE
1490 OPORTUNIDADES EM DOMICÍLIO PARA O DESENVOLVIMENTO MOTOR NA PRIMEIRA INFÂNCIA
1489 RISCOS DO AMBIENTE DOMICILIAR PARA O SISTEMA RESPIRATÓRIO DA CRIANÇA
1488 EFETIVIDADE DA ESCOLA POSTURAL NA PERCEPÇÃO DOLOROSA E FUNCIONALIDADE DE MULHERES COM DOR LOMBAR CRÔNICA INESPECÍFICA
1486 MOBILIDADE FUNCIONAL E RISCO DE QUEDAS DE SUJEITOS OBESOS
1485 AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS COM INDICADORES DE DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM ESCOLAR
1484 FISIOTERAPIA BASEADA NO TREINAMENTO DE DUPLA TAREFA NO EQUILÍBRIO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKISON
1484 FISIOTERAPIA BASEADA NO TREINAMENTO DE DUPLA TAREFA NO EQUILÍBRIO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKISON
1484 FISIOTERAPIA BASEADA NO TREINAMENTO DE DUPLA TAREFA NO EQUILÍBRIO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKISON
1481 A INFLUÊNCIA DA EQUOTERAPIA NO ALINHAMENTO POSTURAL DO PACIENTE COM PARALISIA CEREBRAL: UM ESTUDO DE CASO
1479 EFEITO DO KINESIOTAPING NO TEMPO DO STDP, NA FORÇA E NO EQUILÍBRIO NA PC: UM ESTUDO DE CASO
1478 TERAPIA A LASER DE BAIXA POTÊNCIA NA CICATRIZAÇÃO DE LESÃO PARCIAL DO TENDÃO CALCÂNEO DE RATOS TABAGISTAS
1477 O USO DE VENTILAÇÃO MECÂNICA NÃO INVASIVA EM DPOC EXACERBADO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
1476 EFEITOS DA ATUAÇÃO DO ULTRASSOM TERAPÊUTICO E DO LASER DE HENE NA VASCULARIZAÇÃO E CICATRIZAÇÃO DO PÉ DIABÉTICO
1475 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA TIPO ACUPUNTURA APLICADA NOS ACUPONTOS TA5 (WAIGUAN) E PC6 (NEIGUAN) INTERFERE NA LATÊNCIA DO LIMIAR E NA INTENSIDADE DE DOR INDUZIDA PELA HIPOTERMIA
1474 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA TIPO ACUPUNTURA UTILIZANDO ELETRODOS DE 1 CM2 DE ÁREA APLICADO NOS ACUPONTOS TA8/CS6/VB34 E E36 REDUZ A LATÊNCIA DO LIMIAR DE DOR INDUZIDA PELO FRIO
1473 ATENÇÃO À PESSOA COM DEFICIÊNCIA: PERCEPÇÃO E CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE NO MUNICÍPIO DE PARANAGUÁ – PR
1472 PERFIL PONDERO-ESTATURAL DE RECÉM-NASCIDOS COM DESENVOLVIMENTO MOTOR TÍPICO NO LITORAL DO ESTADO DO PARANÁ
1471 IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DA MOTRICIDADE HUMANA NA FORMAÇÃO ACADÊMICA DE FISIOTERAPIA
1470 ANÁLISE DA VITALIDADE DE LACTENTES PRÉ TERMO E A TERMO COM DESENVOLVIMENTO MOTOR TÍPICO DO LITORAL DO ESTADO DO PARANÁ
1468 EFEITO DA TÉCNICA DE ENERGIA MUSCULAR E DO AUTOALONGAMENTO SOBRE O GANHO DE FLEXIBILIDADE DA CADEIA MESTRA POSTERIOR
1466 EFEITO DA TÉCNICA DE ENERGIA MUSCULAR E DA MOBILIZAÇÃO NEURAL SOBRE O GANHO DE FLEXIBILIDADE DA CADEIA MESTRA POSTERIOR DE JOVENS ASSINTOMÁTICOS
1464 AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM CRIANÇAS DE 8 A 10 ANOS: UMA ABORDAGEM NA PROMOÇÃO DA SAÚDE
1462 ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NEUROMUSCULAR NAS MEDIDAS FISIOLÓGICAS E FUNCIONAIS EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA: UMA METANÁLISE
1459 EFEITOS DA ELETROLIPOLISE NA ADIPOSIDADE ABDOMINAL: REVISÃO SISTEMÁTICA.
1458 A ELETROTERAPIA NA ENDOMETRIOSE PROFUNDA
1457 DEFICIÊNCIA CONGÊNITA DE MEMBROS – SÍNDROME FÊMUR-FÍBULA-ULNA: ESTUDO DE CASO
1456 “O TRATAMENTO CONSERVADOR EM CRIANÇAS COM DOENÇA DE LEGG-CALVÉ-PERTHES.”
1455 ANÁLISE COMPARATIVA DA EXPANSIBILIDADE TORÁCICA EM PACIENTES NO PÓS-OPERATÓRIO CARDÍACO IMEDIATO ANTES E APÓS O USO DO INCENTIVADOR A FLUXO (RESPIRON®) E VENTILAÇÃO MECÂNICA NÃO INVASIVA COM RESPIRADO
1453 BENEFÍCIOS DA GAMETERAPIA NA QUALIDADE DE SONO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS
1451 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA FISIOTERAPIA EM TERAPIA INTENSIVA
1449 ANAMNESE FISIOTERÁPICA EM PACIENTES SUBMETIDOS À VENTILAÇÃO MECÂNICA NA UTI: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1448 ANÁLISE DO AMBIENTE DE TRABALHO E DA POSTURA DE ESTAGIÁRIOS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA
1447 LEUCODISTROFIA METACROMÁTICA: RELATO DE CASO DE DOIS IRMÃOS CONSANGUÍNEOS
1446 INFLUÊNCIA DA VISÃO NO CONTROLE POSTURAL DE IDOSOS QUE SOFRERAM OU NÃO QUEDA NO ÚLTIMO ANO
1445 A PALHAÇOTERAPIA COMO INSTRUMENTO DE HUMANIZAÇÃO EM UM SERVIÇO PÚBLICO DE SAÚDE
1442 PERCEPÇÃO DOS HOMENS SOBRE A PREVENÇÃO DO CÂNCER PRÓSTATA
1440 A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA QUALITATIVA NO SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL
1439 A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA QUALITATIVA NO SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL
1438 EFEITO CINÉTICO DO USO DE PALMILHA MOLDADAS EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATÓIDE
1436 UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO THERAPY TAPE, CROCHETAGEM, TERAPIA MANUAL E CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA DOENÇA OSTEOMUSCULAR RELACIONADA AO TRABALHO (DORT) EM JOVEM RECEPCIONISTA
1433 UTILIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DE AGACHAMENTO COMO DE AVALIAÇÃO CINETICOFUNCIONAL – REVISÃO DE LITERATURA
1432 EFEITOS CRÔNICOS DO TREINAMENTO DE VIBRAÇÃO EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1431 ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM RELAÇÃO À FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA EM PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA BARIÁTRICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1430 CORRELAÇÃO ENTRE QUALIDADE DE VIDA E CAPACIDADE PARA O TRABALHO EM FUNCIONÁRIOS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO
1429 EXERCÍCIO DE AGACHAMENTO - CONSIDERAÇÕES BIOMECÂNICAS
1428 BENEFÍCIOS DA GINÁSTICA LABORAL EM FUNCIONÁRIOS DE UMA EMPRESA NA CIDADE DE VITÓRIA DA CONQUISTA - BA
1424 INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA DEAMBULAÇÃO ATIVA DA CRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN: UM RELATO DE CASO
1423 BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO DE AGACHAMENTO NO TREINO DE MARCHA
1422 CINSESIOTERAPIA NO PÓS-OPERATÓRIO DE FÊMUR CURTO SUBMETIDO AO ALONGAMENTO ÓSSEO
1420 AVALIAÇÃO DAS DISFUNÇÕES CRÂNIOMADIBULARES EM DOCENTES DO CURSO DE FISIOTERAPIA
1419 UM TRAJETO DE PROMOÇÃO EM SAÚDE: CONHECIMENTO SOBRE SEXUALIDADE DE ADOLESCENTES DE ESCOLAS PÚBLICAS ENTRE 13 E 17 ANOS DE URUGUAIANA/RS1
1418 EFEITOS TERAPÊUTICOS DA HIDROCINESIOTERAPIA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES OBESOS COM HÉRNIA DISCAL
1417 CONDIÇÕES RESPIRATÓRIAS DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL
1416 QUALIDADE DO SONO EM IDOSOS COM DOENÇA DE PARKINSON
1414 A FISIOTERAPIA AQUÁTICA COMO FACILITADORA DAS ATIVIDADES FUNCIONAIS DE PACIENTES IDOSOS
1413 PERFIL DAS VÍTIMAS DE ACIDENTES MOTOCICLÍSTICOS ATENDIDOS NA CLÍNICA ESCOLA DE FISIOTERAPIA DA UFPB
1412 O CUIDAR COMO ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA AOS PRATICANTES DE CAMINHADA DA ORLA DE JOÃO PESSOA\PB
1411 EFEITOS A CURTO PRAZO DA FISIOTERAPIA NA MELHORA DA AGILIDADE E MARCHA EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON
1410 OCORRÊNCIA DA SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA EM ACADÊMICOS DE UNIVERSIDADE PRIVADA
1409 INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL EM PORTADORES DE PARAPARESIA ESPÁSTICA TROPICAL ASSOCIADO AO HTLV-1 SUBMETIDOS A FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA
1408 AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO FUNCIONAL DE IDOSAS PRATICANTES DE CAPOEIRA.
1407 ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA NA LOMBALGIA GESTACIONAL
1406 UTILIZAÇÃO DO LASER TERAPÊUTICO DE BAIXA INTENSIDADE PROMOVE DIMINUIÇÃO DO RECEPTOR ALFA-1 ADRENÉRGICO NO REPARO ÓSSEO DE RATOS
1404 BENEFÍCIOS DA HIDROTERAPIA EM PACIENTES COM FIBROMIALGIA
1403 AVALIAÇÃO DO QUADRO ÁLGICO EM PORTADORES DE PARAPARESIA ESPÁSTICA TROPICAL ASSOCIADO AO HTLV-1 SUBMETIDOS A FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA
1402 O TRIPÉ UNIVERSITÁRIO E A SAÚDE COLETIVA NAS PRÁTICAS EDUCACIONAIS DE FISIOTERAPEUTAS DOCENTES DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO NORTE DO BRASIL
1401 INFLUÊNCIA DO MÉTODO PILATES NA QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO.
1400 A SAÚDE COLETIVA E OS DESAFIOS DA DOCÊNCIA EM FISIOTERAPIA: PERCEPÇÃO DE DOCENTES DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DA AMAZÔNIA
1399 PERFIL DE GESTANTES ATENDIDAS NO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LAURO WANDERLEY
1398 CARACTERÍSTICAS BIOPSICOSOCIAIS DE ADOLESCENTES PUÉRPERAS , NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARAÍBA, BRASIL
1397 ESTRESSE E COPING: EXPERIÊNCIAS RELATADAS POR MÃES DE BEBÊS, CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM PARALISIA CEREBRAL
1396 ANÁLISE DOS RISCOS ERGONÔMICOS DA PROFISSÃO DE COSTUREIRA EM MICROEMPRESA DE VESTUÁRIO FEMININO
1394 AVALIAÇÃO FUNCIONAL NO LESADO MEDULAR SUBMETIDO A SESSÕES DE FISIOTERAPIA AQUÁTICA: ESTUDO DE CASO
1393 FATORES DE RISCO ASSOCIADOS ÀS QUEIXAS OSTEOMUSCULARES EM TRABALHADORES EXPOSTOS AO FRIO
1392 AVALIAÇÃO POSTURAL E ÍNDICE DE DESCONFORTO CORPORAL DE CUIDADORES DE PACIENTES NEUROLÓGICOS
1391 O ESTRESSE EM MÃES DE CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN
1390 EFEITO DO EXERCÍCIO AQUÁTICO NA CAPACIDADE CARDIORESPIRATÓRIA DE IDOSOS
1389 AVALIAÇÃO DE TEMPERATURA SUBJETIVA E TERMOGRÁFICA DAS MÃOS DE TRABALHADORES
1388 CARACTERÍSTICA SÓCIO-DEMOGRÁFICA E CONDIÇÕES DE MORADIA DE CRIANÇAS EXPOSTAS E NÃO EXPOSTAS A POLUIÇÃO TABAGICA.
1387 ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NO TRATAMENTO DE DEPENDENTES QUÍMICOS
1386 POTÊNCIA MUSCULAR DE MEMBROS INFERIORES E QUALIDADE MUSCULAR DE IDOSAS COM COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE
1384 PERFIL SÓCIO-DEMOGRÁFICO DE CARTEIROS DA CAPITAL DE GOIÁS.
1383 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E DA CAPACIDADE PARA O TRABALHO DE FUNCIONÁRIOS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DE GOIÂNIA-GO
1382 INFLUÊNCIA DO EQUILÍBRIO E CONTROLE POSTURAL NA MARCHA DE PACIENTES COM SEQUELA DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
1381 A UTILIZAÇÃO DE OXIGENIOTERAPIA EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE
1380 INFLUÊNCIA DA INTERNAÇÃO HOSPITALAR NO DESEMPENHO FUNCIONAL EM IDOSOS: ESTUDO PILOTO
1379 O USO DO LASER DE BAIXA INTENSIDADE (LBI) PARA CICATRIZAÇÃO DE TECIDOS CELULARES: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1378 A FISIOTERAPIA AQUÁTICA NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1377 ANALÍSE DA FORÇA MUSCULAR DO TRÍCEPS BRAQUIAL DURANTE O MOVIMENTO DE EXTENSÃO DO COTOVELO.
1375 ANALÍSE DA ATIVIDADE ELETROMIOGRÁFICA DO TRÍCEPS BRAQUIAL DURANTE O MOVIMENTO DE EXTENSÃO DO COTOVELO.
1372 A INFLUÊNCIA DA AURICULOTERAPIA NA PREVENÇÃO E DIMINUIÇÃO DAS CÓLICAS EM MULHERES COM DISMENORREIA PRIMÁRIA.
1371 COMPARAÇÃO DA MODULAÇÃO AUTONÔMICA DE HOMENS E MULHERES JOVENS E SAUDÁVEIS
1370 A EFICÁCIA DA DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL NO FIBRO EDEMA GELÓIDE
1369 EFEITOS DO ULTRASSOM TERAPÊUTICO E DO TREINAMENTO FÍSICO SOBRE OS TRIGLICÉRIDES SÉRICOS E INTRAMUSCULARES EM RATOS DIABÉTICOS
1366 ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE COMPREENSÃO DE UM MANUAL DE ORIENTAÇÕES E EXERCÍCIOS PARA PACIENTES AMPUTADOS DE MEMBROS INFERIORES.
1365 EFEITOS DA PRÁTICA DE BOLÃO SOBRE O CONTROLE POSTURAL EM IDOSAS
1364 RELAÇÃO ENTRE HEMICORPO ACOMETIDO E PARÂMETROS FUNCIONAIS DA MARCHA DE PACIENTES COM SEQUELA DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
1363 GRAU DE SATISFAÇÃO E MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DOS SERVIDORES DA FACISA/UFRN COM A GINÁSTICA LABORAL.
1362 A UTILIZAÇÃO DA CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DA DOR PATELOFEMORAL.
1361 O EXERCÍCIO DA PROFISSÃO E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS CARTEIROS DA CAPITAL DE GOIÁS.
1360 CAPACIDADE RESPIRATÓRIA DE CRIANÇAS EXPOSTAS A POLUIÇÃO TABÁGICA AMBIENTAL.
1359 ANÁLISE DA FORÇA MUSCULAR E ATIVIDADE ELÉTRICA DO VASTO MEDIAL, VASTO LATERAL E TIBIAL ANTERIOR NO MOVIMENTO DE FLEXÃO PLANTAR
1358 A FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA (PNF) NA PREVENÇÃO DO RISCO DE QUEDA NOS PACIENTES COM PET/MAH.
1356 AVALIAÇÃO DA MOBILIDADE E AVD´S DE PORTADORES DA MIELOPATIA ASSOCIADO AO HTLV-1
1355 ANÁLISE DO AMBIENTE DE TRABALHO E DA POSTURA DE ESTAGIÁRIOS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA
1353 AVALIAÇÃO FÍSICA DE PORTADORES DE PARAPARESIA ESPÁSTICA/MIELOPATIA ASSOCIADA AO HTLV-1
1351 ALCANCE FUNCIONAL DE CADEIRANTES PORTADORES DE PET/MAH: ESTUDO DE CASOS.
1350 USO DA ELTGOL NA SÍNDROME DO LOBO MÉDIO: UM ESTUDO DE CASO NA PEDIATRIA.
1349 PERFIL BAROPODOMÉTRICO DE PACIENTES COM ARTRITE REUMATÓIDE
1347 INFLUENCIA DA UTILIZAÇÃO DE GLICOSE 0,25% NA AVALIAÇÃO DA DOR NEONATAL EM PREMATUROS TARDIOS SUBMETIDOS A FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA
1346 ANÁLISE DA FORÇA MUSCULAR E ATIVIDADE ELÉTRICA DO VASTO MEDIAL, VASTO LATERAL E TIBIAL ANTERIOR NO MOVIMENTO DE DORSIFLEXÃO.
1345 ASSOCIAÇÃO ENTRE PARÂMETROS FUNCIONAIS DA MARCHA E NÍVEL DE GMFCS NA PARALISIA CEREBRAL.
1343 RELAÇÃO ENTRE TEMPO DE LESÃO E PARÂMETROS FUNCIONAIS DA MARCHA EM PACIENTES COM SEQUELA DE AVE.
1342 EFEITO DA CORRENTE RUSSA NO GANHO DE FORÇA NA MUSCULATURA FLEXORA E EXTENSORA DO JOELHO.
1341 ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA EM MULHERES INSONES NA MENOPAUSA E PÓS MENOPAUSA: REVISÃO SISTEMÁTICA.
1340 PODE A REFLEXOLOGIA PODAL MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATÓIDE?
1338 ÍNDICE DE SIMETRIA DOS PARÂMETROS FUNCIONAIS DA MARCHA NA PARALISIA CEREBRAL E SUA RELAÇÃO COM O HEMICORPO PARÉTICO
1337 EFEITOS DA TERAPIA LASER DE ASGA E DE HENE EM ÚLCERA DE PRESSÃO EM LESÃO MEDULAR COMPLETA
1336 A REDUÇÃO DA FORÇA MUSCULAR INSPIRATÓRIA ESTÁ ASSOCIADA À REDUÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL E DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES EM HEMODIÁLISE
1334 PERFIL DE RISCO CARDIOVASCULAR EM PACIENTES SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE
1333 ASSOCIAÇÃO ENTRE DISCINESE ESCAPULAR E DOR NO OMBRO EM ATLETAS DE VOLEIBOL
1331 RELAÇÃO ENTRE FORÇA DE PREENSÃO PALMAR, DOR E FUNCIONALIDADE EM MULHERES COM SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
1330 AVALIAÇÃO DO CORTISOL SÉRICO EM DOCENTES DO NÍVEL SUPERIOR SUBMETIDOS AO MÉTODO WATSU.
1329 ANÁLISE DE QUALIDADE DE VIDA DE VENDEDORES DE UMA EMPRESA DE CALÇADOS DE JOÃO PESSOA/PB.
1327 RISCO DE QUEDAS AVALIADO POR DIFERENTES INSTRUMENTOS CLÍNICOS UNI E MULTIDIMENSIONAIS EM IDOSOS
1326 ADESÃO DE CUIDADORES DE CRIANÇAS QUE FAZEM USO DE TERAPIA ANTIRRETROVIRAL: ESTUDO DE CASOS.
1324 ESTUDO DA ASSISTÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA AO PACIENTE PEDIÁTRICO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: A PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS
1323 AGACHAMENTO WALL SLIDE NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DA DOR PATELOFEMORAL (SDPF)
1322 PRINCIPAIS LESÕES QUE ACOMETEM BAILARINOS DEVIDO A HIPERMOBILIDADE ARTICULAR: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1320 POSTURA E PADRÃO RESPIRATÓRIO EM CRIANÇAS COM SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1318 ELETROESTIMULAÇÃO, BIOFEEDBACK E EXERCICÍOS MUSCULARES PÉLVICO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA PÓS PROSTATECTOMIA RADICAL: REVISÃO SISTEMÁTICA
1317 O EFEITO DO BIOFEEDBACK CARDIOLÓGICO NA ATIVIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM CERVICALGIAS
1316 CONFIABILIDADE INTER E INTRAEXAMINADOR DAS MEDIDAS DE AVALIAÇÃO DA LORDOSE LOMBAR E DA INCLINAÇÃO PÉLVICA PELA FOTOGRAMETRIA EM HOMENS
1315 A IMPORTÂNCIA DO FISIOTERAPEUTA NA ATENÇÃO BÁSICA: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1314 HÉRNIA DISCAL LOMBAR: ESTABILIZAÇÃO SEGMENTAR VERTEBRAL VERSUS FISIOTERAPIA CONVENCIONAL
1312 PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO, CLÍNICO E FUNCIONAL DE PACIENTES ADULTOS COM LESÃO MEDULAR ATENDIDOS EM UM CENTRO DE REABILITAÇÃO EM GOIÂNIA- GOIÁS
1311 O EFEITO DO BIOFEEDBACK RESPIRATÓRIO NA DIMINUIÇÃO DA DOR CERVICAL EM MULHERES
1309 A FISIOTERAPIA E A SAÚDE COLETIVA: DIÁLOGOS INDISPENSÁVEIS
1307 ANÁLISE DO PERFIL CLÍNICO E FUNCIONAL E DESFECHO HOSPITALAR DOS PACIENTES INTERNADOS EM UMA UNIDADE DE CUIDADOS PALIATIVOS DE UM HOSPITAL PÚBLICO DA CIDADE DE SÃO PAULO
1306 INFLUÊNCIA DA PRÁTICA DE BOLÃO SOBRE A QUALIDADE DE VIDA EM IDOSAS
1303 CONECTIVIDADE FUNCIONAL ENTRE REGISTROS ELETRENCEFALOGRÁFICOS (EEG) DE PACIENTES ENXAQUECOSAS DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO TRATADAS COM ACUPUNTURA
1302 CLASSIFICAÇÃO DE SIMETRIA POSTURAL EM SOBREVIVENTES DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO COM USO DO BAROPODOMETRO.
1301 ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA NO EXERCÍCIO FÍSICO EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS.
1300 EFEITO DA MÚSICA PREFERIDA NA PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO EM ADULTOS TREINADOS
1299 RECRUTAMENTO MUSCULAR EM MULHERES PORTADORAS OU NÃO DE ESCOLIOSE IDIOPÁTICA
1296 FATORES DE RISCO PARA RESTRIÇÃO PULMONAR
1295 DESENVOLVIMENTO MOTOR DE CRIANÇAS FILHAS DE MÃES SOROPOSITIVAS PARA HIV
1294 ANÁLISE DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO E MORFOFUNCIONAL DE ATLETAS PRATICANTES DE ARTES MARCIAIS MISTAS DA CIDADE DE BELÉM-PARÁ.
1292 CORRELAÇÃO ENTRE O COMPROMETIMENTO MOTOR E FUNCIONAL COM A HABILIDADE MOTORA DE MEMBRO SUPERIOR EM PACIENTES PÓS-AVE.
1288 O PERFIL DO DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PORTADORAS DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA EXPOSTAS AO USO DE TERAPIA ANTIRRETROVIRAL.
1286 CORRELAÇÃO DO PERFIL CLÍNICO E FUNCIONAL COM ANSIEDADE E DEPRESSÃO DE PACIENTES INTERNADOS EM UMA UNIDADE DE CUIDADOS PALIATIVOS DE UM HOSPITAL PÚBLICO DA CIDADE DE SÃO PAULO
1285 EXERCÍCIOS PARA ESTABILIDADE DA COLUNA LOMBAR MELHORAM A QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA?
1284 CARACTERIZAÇÃO DE UM GRUPO DE PACIENTES COM DOR CRÔNICA, ACOMPANHADOS POR EQUIPE MULTIPROFISSIONAL EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE.
1282 ANÁLISE DAS HOSPITALIZAÇÕES POR DOENÇAS CARDIORRESPIRATÓRIAS EM IDOSAS NO HOSPITAL REGIONAL DO MUNICÍPIO DE COARI-AM.
1281 DESENVOLVIMENTO MOTOR E COGNITIVO DE CRIANÇAS COM EXCESSO DE PESO ATÉ DOIS ANOS DE IDADE
1280 PREVALÊNCIA DE EXCESSO DE PESO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA
1279 PREVALÊNCIA DE TRANSTORNOS INVASIVOS DO DESENVOLVIMENTO E CORRELAÇÃO COM A IDADE MOTORA DE CRIANÇAS DE 2 E 3 ANOS DE IDADE DE CRECHES FILANTRÓPICAS EM BELÉM DO PARÁ
1276 INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS, MASSA MAGRA E CONDICIONAMENTO FÍSICO DE MENINOS COM SÍNDROME DE DOWN
1274 OS BENEFÍCIOS DA EQUOTERAPIA NA CRIANÇA AUTISTA: RELATO DE CASO
1272 ANÁLISE DAS TAXAS DE LESÃO DESPORTIVA EM JOVENS ATLETAS DE DIFERENTES MODALIDADES
1269 INTERVENÇÃO COM CORRENTE RUSSA NO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO PÓS-CIRÚRGICO DE RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR.
1268 COMPARAÇÃO DA MODULAÇÃO AUTONÔMICA ENTRE CRIANÇAS COM SOBREPESO E OBESAS
1267 INFLUÊNCIA DA GLICEMIA CASUAL NA MODULAÇÃO AUTONÔMICA CARDÍACA DE DIABÉTICOS TIPO 1
1266 A SOBRECARGA DOS CUIDADORES DE PACIENTES COM DÉFICIT NEUROFUNCIONAL
1265 ANÁLISE RETROSPECTIVA DA FUNÇÃO PULMONAR E FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA DE PACIENTES COM DPOC APÓS CINCO ANOS DE INCLUSÃO EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR
1264 PERFIL SOCIODEMOGRAFICO DE MULHERES DE UMA MICROPOPULACAO AMAZÔNICA PORTADORAS DE IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV) POSITIVO.
1263 INFLUÊNCIA DE DIFERENTES POSTURAS E DO TEMPO ANDANDO POR DIA SOBRE O NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA NA VIDA DIÁRIA EM PACIENTES COM DPOC.
1261 A INFLUÊNCIA DA EQUOTERAPIA NA PSICOMOTRICIDADE DE UMA CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA: RELATO DE CASO
1260 RESPONSIVIDADE DE TESTES DE EXERCÍCIO APÓS TRÊS E SEIS MESES DE TREINAMENTO FÍSICO EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA.
1259 RELAÇÃO ENTRE O NÍVEL DE ESCOLARIDADE E PERCEPÇÃO DOLOROSA APÓS UMA INTERVENÇÃO DE ESCOLA POSTURAL EM MULHERES PORTADORAS DE DOR LOMBAR CRÔNICA INESPECÍFICA.
1258 EFEITOS DE UM PROGRAMA DE ESCOLA DE POSTURA NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES PORTADORAS DE LOMBALGIA CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA
1257 ANÁLISE DA MOBILIZAÇÃO COM CICLOERGÔMETRO EM PACIENTES COM SEQUELAS DE ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO.
1255 MELHORA DA FORÇA MUSCULAR PERIFÉRICA DE MEMBROS SUPERIORES E DO ESTADO FUNCIONAL APÓS PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR EM PACIENTES COM DPOC.
1253 PROGRAMA DE INTERVENÇÃO E EDUCAÇÃO EM MULHERES COM OBESIDADE GRAVE
1252 BENEFÍCIOS DO TREINO ANAERÓBICO NA REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA.
1251 ASSISTENCIA FISIOTERAPEUTICA NA MÃO TORTA CONGENITA PELA AGENSIA DO RÁDIO: UM REALTO DE CASO
1250 RESPONSIVIDADE DE TESTES DE CAPACIDADE DE EXERCÍCIO APÓS UM TREINAMENTO FÍSICO DE BAIXA INTENSIDADE EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA
1247 ETAPAS DO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA PARALISIA FACIAL PERIFÉRICA COM SINCINESIAS: RELATO DE CASO
1246 FISIOTERAPIA AQUÁTICA NA PARALISIA CEREBRAL
1244 FISIOTERAPIA AQUÁTICA: MÉTODO HALLIWICK NO PARKINSON
1243 BENEFÍCIOS DE UM PROGRAMA DE CINESIOTERAPIA EM UM CASO DE ATAXIA ESPINOCEREBELAR DO TIPO 3 (SCA3)
1241 IMPACTO DA OBESIDADE PRECOCE NA FUNÇÃO RESPIRATÓRIA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: UMA VISÃO PREVENTIVA
1240 EQUILÍBRIO, MOBILIDADE FUNCIONAL E DESEMPENHO DA MARCHA COM DUPLA TAREFA EM PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON.
1239 ANÁLISE DA DOR POR ESFORÇOS REPETITIVOS EM FUNCIONÁRIOS DE INDÚSTRIAS DO SETOR TÊXTIL.
1237 EFEITO DA REALIZAÇÃO SIMULTÂNEA DE TAREFA MOTORA DURANTE A MARCHA EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON.
1236 EFEITO DA REALIZAÇÃO SIMULTÂNEA DE TAREFA COGNITIVA DURANTE A MARCHA EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON.
1235 INFLUÊNCIA DA FISIOTERAPIA AQUÁTICA NO EQUILÍBRIO DINÂMICO DE PACIENTES COM NEUROTOXOPLASMOSE ASSOCIADA À SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA
1234 ANÁLISE DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ATLETAS DE ARTES MARCIAIS MISTAS DE UMA ACADEMIA NA CIDADE DE BELÉM-PA
1233 ATUAÇÃO FISIOTERAPEUTICA EM PACIENTES QUEIMADOS
1230 COMPARAÇÃO DE DADOS EPIDEMIOLÓGICOS DA AIDS NO PIAUÍ E NO BRASIL EM 2003/2012.
1228 DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DE CRIANÇAS NÃO PORTADORAS DO VÍRUS HIV EXPOSTAS À ZIDOVUDINA NA GESTAÇÃO.
1226 CAMINHADA SEMI-SUPERVISIONADA ASSOCIADA AO PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO.
1225 ESTUDO INICIAL DA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS AMAZÔNICAS FILHAS DE MULHERES PORTADORAS DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA (HIV) POSITIVO
1222 EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE COM HIPERTENSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1220 NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA NA VIDA DIÁRIA E HISTÓRICO DE TABAGISMO EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA.
1219 AVALIAÇÃO DA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR APÓS MULLIGAN ENTRE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS
1218 PERFIL DO ATENDIMENTO FISIOTERAPÊUTICO AO PACIENTE PEDIÁTRICO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
1216 A MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA APRESENTA RISCOS AO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR DOS LACTENTES?
1214 ESTUDO PILOTO DA COMPARAÇÃO DO ALCANCE FUNCIONAL ENTRE INDIVÍDUOS PARAPLÉGICOS FISICAMENTE ATIVOS E SEDENTÁRIOS
1212 EFEITO DA TÉCNICA MUSCULAR ENERGÉTICA NO CENTRO DE GRAVIDADE DA GESTANTE: UM ESTUDO DE CASO
1211 CIRTOMETRIA TORÁCICA - MENSURAÇÃO CONFIÁVEL PARA AVALIAR INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS?
1210 A SEMI-INSTITUCIONALIZAÇÃO DE CRIANÇAS EM CRECHES COMO FATOR DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR.
1209 O TOQUE COMO ESTRATÉGIA DE HUMANIZAÇÃO EM UM HOSPITAL REGIONAL DO MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA - PE
1207 QUALIDADE DE VIDA DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS À FISIOTERAPIA AQUÁTICA.
1206 A INFLUÊNCIA DA TERAPIA POR EXERCÍCIO COM ESPELHO NAS LIMITAÇÕES FUNCIONAIS DOS PACIENTES HEMIPARÉTICOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1205 A EFETIVIDADE DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
1204 ESTUDO DAS FUNÇÕES RESPIRATÓRIAS EM CRIANÇAS PORTADORAS DE TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE
1203 EFICÁCIA DE TÉCNICAS FISIOTERAPÊUTICAS EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE
1202 QUADRO CLÍNICO E TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PACIENTES COM OSTEOARTROSE
1200 ESTABILIZAÇÃO CENTRAL COMO RECURSO NO TRATAMENTO DA ESPONDILOARTROSE
1199 ANÁLISE DA IMPRESSÃO DO ARCO PLANTAR EM ADOLESCENTES OBESAS
1198 RECUPERAÇÃO DA ATIVIDADE PARASSIMPÁTICA SOBRE EFEITO DA APLICAÇÃO AGUDA DO EXERCÍCIO DE FORÇA EM CARDIOPATAS
1194 CONDIÇÕES CLÍNICAS E TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PACIENTES COM LOMBALGIA
1193 AVALIAÇÃO DA ANSIEDADE, DEPRESSÃO E ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA EM INDIVÍDUOS NO PÓS-OPERATÓRIO MEDIATO DE CIRURGIA ONCOLÓGICA
1192 USO DA GAMETERAPIA EM PACIENTES NEUROLÓGICOS
1191 PERFIL CLÍNICO E CONDUTAS FISIOTERAPÊUTICAS EM PACIENTES COM DOENÇAS REUMÁTICAS
1190 EPIDEMIOLOGIA DOS DISTÚRBIOS ÓSTEO-MUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM CIRURGIÕES-DENTISTAS.
1189 REABILITAÇÃO METABÓLICA EM INDIVÍDUOS SUBMETIDOS À CIRURGIA BARIÁTRICA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1188 FISIOTERAPIA AQUÁTICA: MÉTODO BAD RAGAZ NO ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO
1183 PERFIL DE IDOSOS INTERNADOS EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL EM 2012
1182 QUAL FÓRMULA DE PREDIÇÃO PARA O TESTE DE CAMINHADA DE SEIS MINUTOS É MAIS RESPONSIVA EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA?
1181 SESSÕES CONVENCIONAIS DE FISIOTERAPIA NÃO INDUZEM ESTRESSE CARDIORRESPIRATÓRIO EM HEMIPLÉGICOS CRÔNICOS PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO.
1180 ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E PROPRIEDADES DE MEDIDA DO LIFE-H 3.1-BRASIL PARA AVALIAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL EM HEMIPARÉTICOS.
1179 PROPRIEDADES DE MEDIDA DO LOWER EXTREMITY MOTOR COORDINATION TEST (LEMOCOT) EM INDIVÍDUOS HEMIPARÉTICOS.
1178 AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS DE DOR EM PORTADORES DE HÉRNIA DISCAL LOMBAR SUBMETIDOS AO RELAXAMENTO AQUÁTICO
1177 TREINO DIRECIONADO À MARCHA ASSOCIADO AO USO DE REALIDADE VIRTUAL AUMENTA A VELOCIDADE DE MARCHA DE INDIVÍDUOS COM HEMIPARESIA: REVISÃO SISTEMÁTICA COM META-ANÁLISE.
1176 AVALIAÇÃO DE CONCEPÇÕES ERRADAS SOBRE FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO ENTRE PROFISSIONAIS DA SAÚDE
1175 EQUOTERAPIA E PSICOMOTRICIDADE NO DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL DE CRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN
1174 TRAÇOS DA IMAGEM CORPORAL DE PESSOAS COM HEMIPLEGIA EM TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO
1170 EFEITO DA ESTIMULAÇÃO VIBRATÓRIA SOBRE PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E BIOMECÂNICOS EM JOVENS SAUDÁVEIS
1168 EFEITOS DA TERAPIA VIBRATÓRIA SOBRE A CAPACIDADE FUNCIONAL E QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS
1167 ESTUDO DA PRESENÇA DE FATORES DE RISCOS INTRÍNSECOS PARA QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS.
1166 RELEVÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO DE UM PRONTUÁRIO ELETRÔNICO PARA IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS.
1165 ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL
1164 IDENTIFICAÇÃO DOS AGRAVOS PEDIÁTRICOS EM VISTA AO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO DE UM BAIRRO NO SUBÚRBIO DE BELÉM – PARÁ
1163 EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO VIBRATÓRIA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL E A FLEXIBILIDADE DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS
1162 EFEITOS DA TERAPIA VIBRATÓRIA SOBRE O EQUILÍBRIO, MOBILIDADE E CAPACIDADE FUNCIONAL EM IDOSOS
1161 USO DA CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE PARA AVALIAÇÃO FUNCIONAL APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: UMA PROPOSTA DE INSTRUMENTOS
1160 TABAGISMO: EFEITOS NEUROMUSCULARES DA NICOTINA
1158 VALIDAÇÃO DOS ITENS STROKE SPECIFIC QUALITY OF LIFE QUE AVALIAM PARTICIPAÇÃO SOCIAL APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: UM ESTUDO PRELIMINAR
1156 TERAPIA DE RESTRIÇÃO E INDUÇÃO DO MOVIMENTO EM MEMBRO SUPERIOR PARÉTICO DE PACIENTES APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO.
1155 ANÁLISE DA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR APÓS MOBILIZAÇÃO DE MULLIGAN NA CERVICAL
1150 DOMICÍLIO DO PACIENTE COM LESÃO MEDULAR
1148 EFEITO DA ASSOCIAÇÃO DA LASERTERAPIA COM A NATAÇÃO NO REPARO MORFOLÓGICO DO NERVO ISQUIÁTICO DE RATOS SUBMETIDOS À AXONOTMESE
1147 NÍVEL DE INDEPENDÊNCIA EM ATIVIDADES BÁSICAS DE VIDA DIÁRIA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS.
1146 PERFIL DOS IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS PARTICIPANTES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DA FISIOTERAPIA NA ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO.
1144 A INFLUÊNCIA DO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO UROLÓGICO SOBRE QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES INFECTADOS PELO HTLV-1 COM BEXIGA NEUROGÊNICA.
1143 EFEITO DO KINESIO TAPING® NO LIMIAR DE FADIGA DOS MÚSCULOS FLEXORES DO COTOVELO DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS – ESTUDO PILOTO
1140 RECORDATÓRIO ALIMENTAR DE 24 HORAS EM PACIENTES COM LESÃO MEDULAR
1139 A SEMI-INSTITUCIONALIZAÇÃO DE CRIANÇAS EM CRECHES COMO FATOR DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR
1138 EFEITOS DA EQUOTERAPIA NO EQUILÍBRIO DE INDIVÍDUOS PORTADORES DA SÍNDROME DE DOWN
1137 REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR NA FASE HOSPITALAR: UMA REVISÃO DE LITERATURA
1136 SEDENTARISMO EM ADOLESCENTES: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
1135 RECRUTAMENTO ALVEOLAR NA SÍNDROME DA ANGUSTIA RESPIRATÓRIA AGUDA
1134 ESTUDO COMPARATIVO ENTRE UM PROGRAMA DE FISIOTERAPIA CONVENCIONAL E A MOBILIZAÇÃO NEURAL NO TRATAMENTO DE PACIENTES PORTADORES DE LOMBALGIA CRÔNICA
1133 O PROGRAMA PET-SAÚDE ENQUANTO FERRAMENTA DE APROXIMAÇÃO DOS ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE À ATENÇÃO BÁSICA
1132 QUALIDADE DE VIDA E SUA CORRELAÇÃO COM A DOR LOMBAR E INCAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS DA ESCOLA DE POSTURA.
1131 FATORES PROGNÓSTICOS DE SOBREVIDA PÓS PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
1130 ANÁLISE DO EQUILÍBRIO FUNCIONAL DE IDOSAS INSTITUCIONALIZADAS
1129 SUBSTRATO ANATÔMICO PARA OS PONTOS GATILHO DO MÚSCULO TRAPÉZIO
1128 RADIOFREQUÊNCIA PRESERVA COLÁGENO EM LESÃO EXPERIMENTAL DE TENDÃO
1127 ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO QUADRIL EM ATLETAS DE FUTEBOL: ABORDAGEM POR FOTOGRAMETRIA.
1126 A FISIOTERAPIA NA PREVENÇÃO DA PEDICULOSE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS DE UMA CRECHE.
1125 MASSOTERAPIA E QUALIDADE DE VIDA
1124 REPERCUSSÃO DA PRÁTICA DA CINESIOTERAPIA LABORAL EM FUNCIONÁRIOS DO UNIPÊ
1123 FITOCOSMÉTICOS ESTIMULADORES DA CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA PERIFÉRICA UTILIZADOS EM FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL APLICADOS A FLACIDEZ
1122 IMPORTÂNCIA DA INCLUSÃO DO FISIOTERAPEUTA NA EQUIPE DE MEDICINA E SEGURANÇA DO TRABALHO
1121 ASMA GRAVE: TERAPIA FARMACOLÓGICA E INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO
1119 ANÁLISE DO PADRÃO POSTURAL DE BAILARINAS CLÁSSICAS
1117 RESULTADOS DA FISIOTERAPIA NAS LESÕES DO JOELHO: AVALIAÇÃO DA FUNCIONALIDADE
1115 A PREVALÊNCIA DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS NA POPULAÇÃO ACAMADA DE UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DA FAMÍLIA
1113 PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES SUBMETIDOS À LIGAMENTOPLASTIA DE LCA
1112 AVALIAÇÃO DOS MOVIMENTOS DE PACIENTES HEMIPARÉTICOS TRATADOS COM ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NEUROMUSCULAR
1111 A VISÃO DE PROFISSIONAIS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE ANANINDEUA-PA EM RELAÇÃO À ATUAÇÃO ACADÊMICA DA FISIOTERAPIA
1110 EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NEUROMUSCULAR E CINESIOTERAPIA NO MEMBRO SUPERIOR DE PACIENTES COM SEQUELA DE AVE
1109 EQUILÍBRIO FUNCIONAL DE IDOSOS COM ARTROSE LOMBAR SUBMETIDOS À CINESIOTERAPIA.
1108 IDENTIFICAR A PARTICIPAÇÃO DA FISIOTERAPIA NO PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES MASTECTOMIZADAS DO HOSPITAL OPHIR LOYOLA.
 

Fisioterapia Clínica

Afiliados

Endereço

Rua Leonel Torquato de Lima, 38 – Água Fria
60835-220 – Fortaleza, CE, Brasil

Contato

contato@sbf.org.br